Publicado por Redação em Dental | 06/10/2015 às 11:37:07

Gosto ruim na boca nem sempre é mau hálito

A alteração no paladar se chama disgeusia

A melhor maneira de saber se está com halitose é perguntar a alguém próximo ou procurar ajuda de um especialista

Quando você sente um gosto amargo na boca, logo checa o hálito para ver se está tudo em ordem? Pois saiba que nem sempre o sabor ruim é sinônimo de halitose. A presença de amargo, azedo, podre ou metálico no paladar é sintoma de uma alteração chamada disgeusia. O gosto ruim é persistente e ocorre de forma espontânea, sem a pessoa ter comido nada com aquele gosto. “É um sinal de que há algo de errado, mas nem sempre é mau hálito”, diz o especialista em halitose, Arany Tunes.

Segundo o profissional, uma série de fatores podem levar a esse quadro, como alteração ou diminuição da saliva, excesso de saburra lingual – aquela camada esbranquiçada que fica no fundo da língua –, fome, deficiência de nutrientes, uso de alguns medicamentos, doenças, problemas dentários e gengivais, além de outras causas. “Somente um especialista no assunto consegue diagnosticar a causa e tratar de forma eficaz”, afirma.

Agora, para saber se o gosto está acompanhado de cheiro, assim que sentir o sabor diferente, é indicado fazer um exame para o hálito chamado halitometria. Os dentistas especialistas em hálito têm esse equipamento. “A avaliação de um especialista em hálito é fundamental. Ele terá condições de descobrir a causa e eliminar o problema de forma definitiva”. Outra maneira seria questionar alguém de sua intimidade e confiança.

Para prevenir o problema, basta ingerir bastante água ao longo do dia, mantendo uma boa higiene dos dentes e da língua, evitar o uso de medicamentos sem orientação médica e manter uma dieta equilibrada, comendo alimentos saudáveis a cada três horas.

Fonte: Terra Saúde Bucal


Seguros Pessoais

Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=