Publicado por Redação em Dental | 13/08/2015 às 10:57:23

Novo projeto de pesquisa traz mudanças nas práticas para a saúde bucal

Um novo projeto de pesquisa financiado através de um subsídio de €6 milhões provenientes da UE, tem como objetivo trazer uma mudança na prática do cuidado dental, a partir de um foco em tratar os dentes por extração e preenchimentos para tratamentos mais eficazes de saúde bucal para prevenir a doença em primeiro lugar.

O projeto de quatro anos será liderado pela Universidade de Leeds, em conjunto com o Academic Centre for Dentistry Amsterdam e Universidade de Heidelberg, em colaboração com NHS England, bem como as universidades e seguros odontológicos provenientes de toda a Europa.

Utilizando dados não identificados de milhões de registros de saúde em toda a Europa, os pesquisadores vão trabalhar com os Cirurgiões-Dentistas e as seguradoras para identificar estratégias eficazes para a prevenção de doenças em cada país. Fornecer feedback contínuo para moldar as melhores práticas, um conjunto de indicadores-chave de desempenho será desenvolvido para que os Cirurgiões-Dentistas e os sistemas de cuidados de saúde possam se auto avaliar.

"A Organização Mundial de Saúde afirmou que as doenças dentárias são as doenças crônicas mais comuns conhecidos pelo homem. Queremos mudar isso", disse a profa. Helen Whelton, Decana da Universidade de Leeds, Faculdade de Odontologia e líder do projeto. "A esperança é de que, pelo esforço permanente de avaliação e retorno do desempenho dos Cirurgiões-Dentistas e dos sistemas de saúde para manter os dentes saudáveis, irá promover mudança de práticas e incentivar um movimento mais preventivo de cuidados odontológicos", completa.

O projeto terá acesso ao prontuário de pacientes de oito bases de dados a partir de países europeus, incluindo o Reino Unido, Dinamarca, Alemanha, Hungria, Irlanda e Países Baixos. Além de ouvir as opiniões de profissionais e de seguradoras, o projeto consultará pacientes nos países participantes para identificar suas preferências e obter suas perspectivas sobre os cuidados odontológicos que recebem.

"Nós vamos usar prontuários médicos seguros e não identificados para desenvolver um modelo com foco na prevenção de problemas odontológicos, que dá aos Cirurgiões-Dentistas e aos sistemas de saúde a capacidade de medir o seu sucesso em tornar os pacientes mais saudáveis," explicou Whelton. "Nós vamos olhar para coisas, como por quanto tempo os dentes se mantêm saudáveis sem necessidade de tratamento ou, ao nível do país, o montante gasto em extrações a cada ano. Esta informação pode ser comparada em diferentes sistemas e países".

"Este é um exemplo fantástico de colaboração entre as universidades, o setor público e o setor privado, com o objetivo de melhorar a saúde dentária de todo um continente, e esperamos que isto alimente a reforma dos sistemas de cuidados de saúde globalmente", concluiu Whelton.

Fonte: Dental Tribune


Alper Consultoria em Seguros

Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=