Publicado por Redação em Previdência Corporate | 23/07/2015 às 12:14:59

Banco do Empreendedor vai lançar plano de microprevidência

Líder em microcrédito no Brasil, o Estado será pioneiro nas Américas na oferta de microprevidência. A iniciativa é do Banco do Empreendedor, que tem 24 unidades em SC. Segundo o superintendente da instituição,Luiz Carlos Floriani, o novo produto será lançado até o final do ano. O plano está sendo elaborado com assessoria da Sul Previdência e ainda não foi definido o valor mínimo que participantes poderão depositar mensalmente.

Como o microcredito ganhou força em SC e de que forma o Banco do Empreednedor avançou?

Resgatando. Em 1999, eu era o presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas (Fampesc) e uma das demandas no Estado era crédito. O então governador Esperidião Amin decidiu lançar algo parecido com o microcrédito de Bangladesh. Surgiu o programa Crédito de Confiança. O Banco do Empreendedor foi a primeira ONG do programa aberta em outubro de 1999. Em 2002, se tornou uma Oscip. Atua com crédito dirigido a micro e pequenos empreendimentos informais e os que têm dificuldades em acessar crédito no sistema financeiro convencional.

Em que regiões atua?

Temos 24 agências em diferentes cidades nas regiões de Florianópolis, Joinville e Oeste. Somos a maior rede do Estado. Encerramos 2014 com contratos em 111 cidades catarinenses e quatro paranaenses.

Por que o banco vai criar um fundo de previdência complementar para o segmento?

De dois anos para cá, à medida que resolvemos estadualizar atendimento, identificamos em viagens internacionais que precisávamos sair da mesmice do produto microcrédito e entrar na microfinança. Identificamos várias carências como microsseguro (para anteder pequenos negócios com rapidez) e previdência complementar. Num primeiro momento, planejamos um plano de previdência para reter nossa equipe, que tem quase cem pessoas. Escolhemos como parceiro a Sul Previdência. Eles gostaram do nosso tipo de atividade, criamos o plano para a nossa equipe e, agora, estamos projetando outro para oferecer ao público da instituição e a outros interessados. Contamos com consultoria do advogado Alex Kravchychyn, que atua com a Sul Previdência.

Quando lançarão o plano?

Se tudo correr bem até o final do ano vamos lançar um produto inédito nas Américas. Somente na Índia há oferta de microprevidência. Estamos criando isso porque queremos oferecer ao empreendedor, inclusive ao Microempeendedor Individual (MEI), uma opção de renda melhor na aposentadoria do que só o INSS. Como o MEI vai viver na aposentadoria só com um salário mínimo? A gente concluiu que está na hora de investir em orientação financeira. Vamos oferecer um plano instituído para clientes de microcrédito e outros, por custo mais acessível que os do mercado financeiro.

Quantos clientes de microcrédito o banco tem hoje?

Temos 9 mil clientes ativos (com operação de crédito hoje). Nossa carteira é de R$ 27 milhões distribuídos a esses clientes. Financiamos todos os tipos de atividades. A maior demanda é por salão de beleza, mas até caminhoneiros solicitam. O limite de R$ 20 mil, mas a média não chega a R$ 3,5 mil.

A crise elevou a procura por microcrédito?

No primeiro semestre deste ano registramos demanda espontânea 20% maior do que no mesmo período do ano passado. Isso ocorreu porque os bancos convencionais elevaram os juros e o rigor nas liberações.

Como está a participação do banco no Juro Zero?

Somos o maior operador do programa Juro Zero do governo do Estado. Dos R$ 110 milhões liberados até há poucos dias, 25% fomos nós que emprestamos. Fizemos 11 mil das 37 mil operações. Nos familiarizamos com esse produto.

Fonte: Blog da Estela Benetti


Seguro Auto

Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=