Publicado por Redação em Gestão do RH | 12/01/2022 às 09:56:53

O RH como chave para alavancar resultados nas organizações em 2022



Por muitos anos, o profissional de RH atuou apenas como responsável por burocracias relacionadas à manutenção dos funcionários da organização. Com as transformações do mercado, o cenário mudou e essa área vem se tornando cada vez mais estratégica e relevante dentro das empresas.

Agora, muito se fala sobre o RH 4.0, que passa a ser responsável por mais do que a folha de pagamento, contratação e desligamento dos colaboradores. Por meio da automatização inteligente de tarefas básicas, estes profissionais conseguem se dedicar menos tempo às tarefas burocráticas e repetitivas e colocam mais esforços em estratégias alinhadas ao negócio.

Para completar, todas as mudanças provocadas pela pandemia impactaram ainda mais a área de Recursos Humanos, exigindo adaptações rápidas e um novo olhar para o funcionário. Dessa forma, uma das tendências para 2022 é o RH como chave para alavancar os resultados de qualquer organização e é sobre isso que quero falar neste artigo!

Saúde mental X Produtividade: um olhar integral para a saúde dos profissionais

Segundo o Fórum Econômico Mundial, empresas do mundo todo perdem por volta de US$2,5 trilhões em produtividade como consequência das faltas no trabalho e da rotatividade.

Um dos efeitos colaterais mais devastadores da pandemia foi justamente o aumento no índice de transtornos mentais, o que fez com que os afastamentos por conta de questões relacionadas à saúde mental fossem maiores do que por Covid-19.

Se já era importante falarmos deste assunto, com a pandemia o tema ganhou os holofotes e se tornou ainda mais fundamental, pois se trata de um problema que pode impactar (e muito) a balança financeira de uma empresa.

O RH, por sua vez, precisou se adaptar rapidamente a todas essas mudanças e necessidades que ficaram mais evidentes com a migração para o home office e as inseguranças relacionadas à crise sanitária.

Diante deste contexto, focar em ações que têm um impacto positivo no bem-estar e equilíbrio emocional se tornou prioridade para garantir a produtividade e a motivação dos profissionais.

De olho em tudo isso, trouxe algumas tendências para o RH em 2022 que apontam por que esta área terá um papel fundamental nos resultados das organizações!

Iniciativas voltadas para o bem-estar e a saúde mental

O foco no equilíbrio emocional e no bem-estar dos colaboradores não é mais um diferencial, mas um pré-requisito para que as empresas consigam atrair e reter bons talentos.

Um programa de qualidade de vida, por exemplo, é uma maneira de elevar os resultados da empresa por meio de melhores condições de trabalho, que visem tanto a saúde mental como física dos funcionários. Se bem executado, contribui para a marca empregadora, reduz índices de turnover e absenteísmo e aumenta a produtividade.

O RH pode realizar um diagnóstico das principais necessidades dos colaboradores e traçar um plano estratégico visando iniciativas focadas na saúde mental, bem-estar e qualidade de vida. Alguns exemplos: psicoterapia como benefício corporativo, flexibilidade de horários, educação financeira etc.

Uso da Inteligência Artificial no recrutamento e seleção

A atração de talentos é um ponto de atenção para qualquer empresa, pois contar com profissionais preparados técnica e emocionalmente, além de alinhados à cultura organizacional, é essencial para um crescimento sustentável.

Para isso, é importante focar em um recrutamento mais assertivo e estratégico, utilizando avanços tecnológicos, como a inteligência artificial, para facilitar e tornar este processo mais ágil.

Foco na cultura de feedback

Para melhorar a motivação e o engajamento, uma das prioridades do RH deve ser a cultura de feedback, que é uma ferramenta essencial para garantir alinhamento, engajamento, elevar a produtividade e, consequentemente, garantir sucesso nos resultados da empresa.

Existem diversas plataformas de pesquisas e metodologias de feedback que podem ser utilizadas pelos gestores de recursos humanos com o objetivo de melhorar a experiência e contribuir efetivamente para o desenvolvimento dos colaboradores. Deve ser muito mais do que simplesmente uma pesquisa ou uma conversa informal, é necessário ter foco estratégico por trás de cada ciclo de feedback.

Investimento na capacitação de líderes

As lideranças são peças fundamentais para o fortalecimento de equipes de alta performance, principalmente em um mercado tão competitivo e complexo.

Mais do que nunca, o RH deve ter um olhar voltado para a capacitação de líderes, que precisam estar preparados técnica e emocionalmente para lidar com as adversidades e desafios do dia a dia. Importante lembrar que o mercado de educação ainda não está preparado para endereçar questões de cunho emocional.

Por isso, apostar na inclusão de trilhas que envolvam educação emocional ou pautas como ciência do bem-estar e segurança psicológica pode ser um caminho certeiro para a construção de times mais saudáveis e produtivos.

Adaptações para o trabalho híbrido

Como garantir a produtividade e o bem-estar dos colaboradores em um formato de trabalho híbrido? Esta é a grande tendência para 2022, mas muitas empresas ainda não estão totalmente preparadas para tal cenário.

Muitas adaptações precisam ser realizadas para que os índices de satisfação e motivação se mantenham elevados. Além disso, é necessário ficar de olho em questões relacionadas à fadiga causada por excesso de reuniões virtuais e até mesmo os limites entre vida pessoal e profissional, que podem ficar mais confusos no home office.

Para funcionar, o RH deve proporcionar ferramentas adequadas aos colaboradores, garantir uma experiência positiva tanto no trabalho remoto como presencial e, é claro, reestruturar processos para que funcionem no modelo híbrido. Com isso, a tendência é que haja muitos ganhos em termos de produtividade e resultados.

Iniciativas de diversidade e inclusão

Nunca se falou tanto em diversidade como nos dias atuais, tanto fora como dentro do universo corporativo. Há uma preocupação crescente das empresas em fortalecer ambientes de trabalho mais diversos e igualitários, em que haja espaço para pessoas de diferentes etnias, culturas, gêneros, experiências e idades.

Diante deste movimento, o RH tem o papel de garantir um dia a dia corporativo em que todos se sentem confortáveis para se expor e serem quem são. Por meio de iniciativas focadas em diferentes frentes da organização, os profissionais de recursos humanos

conseguem criar processos focados na diversidade e, com isso, promover um ambiente de trabalho muito mais saudável e acolhedor, além de fortalecer a marca empregadora.

É hora de entender as novas demandas do mercado

Para alcançar a sustentabilidade produtiva, as empresas devem começar 2022 focadas nas novas demandas do mercado e nas necessidades dos colaboradores. Há muito o que desenvolver e aprimorar em termos de bem-estar emocional e produtividade. Acredito firmemente que o RH é a chave para se alcançar resultados mais consistentes no ano que está começando.

Alinhada a todas essas discussões tão importantes, a Vittude realizará o evento Corporate Mental Health Week 2022 nos dias 26 e 27 de janeiro. É totalmente online e gratuito, com painéis sobre ESG e Governança, Diversidade e Inclusão, Saúde Mental e Produtividade e muito mais.

Para participar, acesse o link e se inscreva!

Tatiana Pimenta é empreendedora, palestrante e podcaster. CEO e fundadora da Vittude



Fonte: Mundo RH


Seguro Educacional

Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=